Centro veterinário Municipal de Valongo
Rua de S.Domingos, Campo-Valongo - Telefone:224223040 - Horário: Seg. a sexta das 9 às 12h
By: Adoptar um Animal

[Recommend this Fotopage] | [Share this Fotopage]
[<<  <  7  8  9  10  11  12  13  [14]  15  16  17  18  19  20  21  >  >>]    [Archive]
Thursday, 14-Oct-2010 09:00 Email | Share | | Bookmark
Visita da Médica Veterinária Municipal de Vagos

 
Fomos visitados pela nova Médica Veterinária Municipal de Vagos, a Dra Helena, que aproveitou para ver a forma de funcionamento do centro veterinário Municipal de Valongo e para actualizar conhecimentos praticando a esterilização de animais.
Desejamos-lhe boa sorte e que atinja grandes objectivos no Município que agora representa.



Tuesday, 12-Oct-2010 14:58 Email | Share | | Bookmark
Ninhada de gatinhos para adopção

 
Solicita-se aos interessados que nos contactem e divulguem. obrigado



Monday, 11-Oct-2010 13:38 Email | Share | | Bookmark
Uma das adopções de hoje...

 
Uma das adopções de hoje... este cachorro cruzado de salsicha muito vivaço!
Parabéns ao novo dono.



Tuesday, 5-Oct-2010 18:20 Email | Share | | Bookmark
Fotos do dia do Animal 2010 em Valongo

 
 
 
View all 17 photos...
Decorreu ontem no Parque da Cidade de Valongo mais uma edição do dia do animal, desta vez com uma "cãominhada" na serra de santa justa e uma campanha onde ocorreram várias adopções.
Destaca-se a presença da Associação de Protecção Animal "Animais da Quinta", das rações Hussel e ainda o patrocínio das firmas Propet e da Orni-EX.



Monday, 27-Sep-2010 08:00 Email | Share | | Bookmark
Modelo de sistema nacional de esterilização animal

Modelo de sistema nacional de esterilização animal - Proposta de Lei
Apresentado no dia 26 de Setembro de 2010 na Assembleia Geral da ANVETEM (Associação dos Médicos Veterinários Municipais), para estudo e envio à Ordem dos Médicos Veterinários
Por Fernando Miguel Rodrigues - Médico Veterinário Municipal de Valongo

Artigo I - Preâmbulo
Sabe-se que o número de nascimentos de animais domésticos, em especial de canídeos, contribui para o seu abandono, ultrapassando largamente a capacidade de adopção dos mesmos, quer pelas associações de defesa animal quer pelos centros de recolha oficial de animais.
Assim, a esterilização é actualmente a única medida que poderá inverter esta situação, melhorando de um modo geral a vida de todos os animais domésticos a nível nacional.

Artigo II - Cooperação
Para o sucesso desta iniciativa será necessária a colaboração da Ordem dos Médicos Veterinários e Sindicato dos Médicos Veterinários, das Autarquias e Juntas de Freguesia e da Direcção Geral de Veterinária.

Artigo III - Modelo
1) Declarar-se-à obrigatória a esterilização de canídeos nascidos após 1 de Janeiro de 2012, com excepção dos animais pertencentes a criadores devidamente licenciados.
2) Estipular-se-à um valor fixo a nível nacional pago anualmente pelos proprietários de animais às Juntas de Freguesia pelo licenciamento dos animais (em meu entender cerca de vinte euros por ano).
3) Aquando do registo na Junta de Freguesia será entregue um "voucher" ao proprietário do animal que dará direito à esterilização gratuita desse animal numa clínica veterinária da sua preferência.
4) O primeiro licenciamento apenas ficará completo com a entrega na Junta de Freguesia do certificado de realização da esterilização pela clínica veterinária, o que ocorrerá obrigatoriamente até ao primeiro aniversário do animal.
5) A clínica veterinária que realizou a cirurgia receberá 50% do valor de licenciamento nesse ano e nos anos subsequente até ao falecimento do animal. O falecimento do animal apenas poderá ser atestado por um Médico Veterinário.
6) A interrupção do licenciamento anual ou a declaração do seu falecimento sem atestado veterinário implicará a aplicação de uma coima que reverterá inteiramente para a clínica veterinária que realizou a esterilização.
7) Os animais que tenham sido esterilizados a expensas do proprietário beneficiarão de um desconto de 50% na taxa de licenciamento revertendo o valor inteiramente para a Junta de Freguesia.

Artigo IV - Centros de recolha oficiais
Os centros de recolha oficial deverão promover a esterilização antes da adopção quer no próprio centro caso disponham de condições para tal, ou em cooperação com clínicas veterinárias. Estes animais beneficiarão do desconto previsto na alínea 7) do artigo anterior.

Artigo V - Controlo dos Licenciamentos - Bases de dados
1) Todos os médicos veterinários que coloquem identificadores por microchip são obrigados a enviar no prazo de quinze dias o registo do microchip à Junta de Freguesia de residência do proprietário.
2) Anualmente a Bases de Dados (SIRA ou SICAFE caso ainda não seja apenas uma) comunicarão igualmente às Juntas de Freguesia os registos de microchips recebidos, resultando em contra-ordenação do Médico Veterinário que procedeu à identificação as situações não remetidas à Junta de Freguesia no prazo estipulado.
3) As Juntas de Freguesia notificarão o proprietário do animal a proceder ao Licenciamento do mesmo caso este não o tenha voluntariamente realizado até à recepção de cópia do registo do microchip.

Artigo VII - Divulgação
Em caso de aprovação, competerá a todas as Entidades envolvidas e às Associações de Defesa Animal proceder à ampla divulgação junto dos possíveis adoptantes e dos proprietários de novos animais para que estejam conscientes da verba anual necessária caso adoptem, adquiram ou possuam um novo animal.


[<<  <  7  8  9  10  11  12  13  [14]  15  16  17  18  19  20  21  >  >>]    [Archive]

© Pidgin Technologies Ltd. 2016

ns4008464.ip-198-27-69.net